Diretores

Jafar Panahi

Nasceu em Minaeh, no Irã, em 1960, e estudou direção de cinema e TV em Teerã. Foi assistente de direção de Abbas Kiarostami em Através das Oliveiras (1994), vencedor do Prêmio da Crítica na 18ª Mostra. O Balão Branco (1995, 19ª Mostra), seu primeiro longa-metragem na direção, recebeu o prêmio Caméra d’Or para novos diretores no Festival de Cannes. Dirigiu também obras como O Espelho (1997, 22ª Mostra, na qual foi membro do Júri Internacional), O Círculo (2000, 24ª Mostra), ganhador do Leão de Ouro no Festival de Veneza, Ouro Carmim (2003, 28ª Mostra), Prêmio de melhor filme na mostra Um Certo Olhar, em Cannes, e Fora do Jogo (2006, 30ª Mostra), vencedor do Urso de Prata no Festival de Berlim. Em 2010, foi condenado a seis anos de prisão e proibido de filmar ou sair do Irã por 20 anos sob a acusação de fazer propaganda contra o governo iraniano. No ano seguinte, realizou Isto Não É um Filme (2011), exibido na 35ª Mostra e que recebeu o Urso de Prata de melhor roteiro no Festival de Berlim. Também assinou a direção de Cortinas Fechadas (2013, 37ª Mostra), Táxi Teerã (2015), melhor filme no Festival de Berlim, e 3 Faces (2018). O cineasta recebeu o Prêmio Humanidade na 42ª Mostra, em 2018.

Filmes já exibidos na mostra

  • Cortinas Fechadas (37ª MOSTRA)
  • Fora Do Jogo (30ª MOSTRA)
  • Isto Não É Um Filme (35ª MOSTRA)
  • O Círculo (24ª MOSTRA)
  • O Espelho (22ª MOSTRA)
  • Ouro Carmim (28ª MOSTRA)
  • 3 FACES (42ª MOSTRA)